Posts tagged ‘Sertillanges’

CONSELHOS PARA A DIREÇÃO DO ESPÍRITO

“Ciência é consciência esclarecida, consciência que quer e sabe, que, querendo a justiça, conhece o ponto de aplicação a que se deve dirigir a força para fazer brilhar a justiça triunfante, e atin­gir a finalidade, a salvação dos homens, dos povos e do gênero humano.
⠀⠀
O esforço para conduzir o mundo à sua finalidade, eis nosso dever. A luz que esclarece esse esforço, eis a ciência do dever.
⠀⠀
Aqui, meus jovens, está o ponto central: conhecer o próprio dever! Saber o que, neste século mesmo, vocês devem à sua pátria e a todo o gênero humano; não apenas ter no coração a entrega, talvez o heroísmo; mas saber como a boa vontade deve ser aplicada ao dever, saber julgar as ilusões de finalidade, os efeitos dos qui­lômetros, das distâncias; conhecer os falsos movimentos das boas vontades ignorantes, os falsos impulsos dos heroísmos subversi­vos que matam para libertar, que destroem para salvar. 
⠀⠀
É preciso que, quando damos nossa alma, nossa vida, nosso entusiasmo, saibamos ao menos levar à sua finalidade essas formas magníficas com a precisão mesma da ciência que leva o manejo do fogo à sua finalidade, que dirige através de rotas determinadas a intangível luminosidade.
Querer e saber são poder; não somente querer”.

O padre Sertillanges, ao escrever “A vida Intelectual”, disse que não tinha a pretensão de substituir os conselhos do padre Gratry: “não esqueci, como sem dúvida muitos outros não esqueceram, o entusiasmo dos seus vinte anos, quando o padre Gratry estimulava nele o fervor do saber. Numa época que tanto necessita de luz, devemos recordar com freqüência as condições que permitem adquirir a luz e preparar sua difusão através de obras”. Estes conselhos não se dirigem a todo mundo: um número muito pequeno de espíritos, no atual estado do mundo, são ou desejam ser capazes de segui-los. Dirigem-se àquele homem de vinte anos, espírito raro e privilegiado, coração ainda mais privilegiado, que, no momento em que seus colegas de estudo chegaram ao final de sua trajetória, compreende que sua educação está apenas começando; que, na idade em que o amor pelo prazer e pela liberdade, pelo mundo, por suas honras e riquezas arrasta e precipita a multidão, detém-se, ergue os olhos e busca, no imenso horizonte da vida, no céu e na terra, o objeto de um outro amor.

ENCONTRE AQUI: AmazonBR

HISTÓRIA DA LÍNGUA PORTUGUESA

Sugestão de livros:
SUMA GRAMATICAL – Carlos Nougué
TRIVIUM – Míriam Joseph
QUADRIVIUM – John Mortineau
A VIDA INTELECTUAL – A. D. Sertillanges
MANUAL DE PONTUAÇÃO. TEORIA E PRÁTICA – J. H. Dacanal
COMO LER LIVROS – Mortmer Adler

FLOR DO LÁCIO

Sugestão de livros:
SUMA GRAMATICAL – Carlos Nougué
TRIVIUM – Míriam Joseph
QUADRIVIUM – John Mortineau
A VIDA INTELECTUAL – A. D. Sertillanges
MANUAL DE PONTUAÇÃO. TEORIA E PRÁTICA – J. H. Dacanal
COMO LER LIVROS – Mortmer Adler

%d blogueiros gostam disto: